São Paulo na época da Proclamação da República

Ariana Marchi,

Ana Paula Gomes,

Jéssica Papp,

Juliana Bastos,

Samara Souza e

Marizete Alves.

São Paulo na Primeira República

A República chegara tranquilamente em São Paulo. Ninguém pegou em armas para defender a monarquia. Não se disparou um só tiro para impedir a deposição e o exílio de Dom Pedro II que, mais de cinco décadas atrás, com a idade de 14 anos, fora coroado Imperador Constitucional e Defensor Perpétuo do Brasil “pela vontade de Deus e unânime aclamação dos povos”. É bem possível que muitos paulistanos não tenham entendido o alcance dos acontecimentos.

Mas os primeiros anos da República foram também a primavera da crença, da esperança e do progresso, sobretudo em São Paulo e especialmente na sua capital. A antiga vila, que adormecera no século anterior falando português misturado com tupi-guarani, começava a acordar falando português misturado com italiano. Chegaram os imigrantes. A população crescia aos saltos: dobrara de 1870 a 1890 passando de 31,4 mil para 62.49 e quadruplicaria entre 1890 e 1900 até alcançar 240 mil, sendo que mais da metade das pessoas era estrangeira. Só italianos eram 45%.

Casas comerciais, bancos, indústrias, jornais, grandes planos de urbanismo: tudo estava sendo feito ao mesmo tempo e tudo estava dando certo. O centro se expandia e se transformava.

A mudança mais imediata e espetacular trazida pela República no centro velho foi a mudança dos nomes das ruas. Não seria esta a primeira nem a última mudança nos nomes das ruas do centro. Na planta da cidade de São Paulo, de 1868, atribuída a Carlos Rath, haviam surgido as homenagens à monarquia posteriormente abolidas com a República: do Príncipe, da Princesa, do Imperador etc. Mas ao mesmo tempo aparecia outra leva de mudanças, atingindo nomes de largos, ruas, becos e travessas. O largo do Pelourinho virou 7 de Setembro; o do Bexiga, Riachuelo; o do Zunega, praça do Paissandu; a rua de Baixo tornou – se travessa do Seminário, a ladeira da Ponte do Acu, ladeira de São João.

Imagine  agora, a desorientação do infeliz individuo que, postado na praça da Sé nos dias de hoje, abrisse a Carta Capital de São Paulo de 1842, elaborada pelo engenheiro de coluna José Jacques da Costa Ourique, e tentasse identificar as ruas da vizinhança.”

Observe as imagens a seguir:

Imagens do Álbum comparativo da cidade de São Paulo: No alto, rua da Constituição em 1862, atual Florêncio de Abreu, com a torre e os fundos da igreja de São Bento; acima, a mesma via, em 1887.

I

Problematização

Analise as imagens, comparando as características do período final do Império e deríodo do início da República. Troque ideias com seus colegas e registre as conclusões da dupla.

 

Curiosidade

O primeiro ensaio de iluminação que houve em São Paulo, durante, aliás, dezenas de anos, era deficientíssimo. Uma enorme geringonça de ferro, pregada na parede de uma esquina estendia por cima da rua um longo braço, em cuja extremidade estava dependurado um lampião. Colocados de longe nas ruas principais, a luz desses lampiões, alimentada com azeite de peixe, difundia uma claridade mortiça, que só alumiava um pequeno espaço, projetando longas sombras movediças, quando o vento baloiçava os lampiões.

Observe as imagens e o texto a seguir

Problematização

Imagine que você é um repórter e estava presente no momento da chegada do bonde. Crie uma manchete de jornal para anunciar o acontecido.

Mapa da cidade de São Paulo na época da República

Problematização

Observe o mapa acima, troque ideias com seus colegas e descreva as características mais marcantes comparando com os dias atuais.

Referências Bibliográficas:

CAVALCANTI, Pedro. São Paulo: a juventude do centro. São Paulo: Grifo Projetos Históricos e Editorias, 2004.


Uma resposta to “São Paulo na época da Proclamação da República”

  1. Parabéns, estou escrevendo um livro e partes do que foi publicado aqui me ajudou bastante.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: