O Projeto

 

 

“A história humana não se desenrola apenas nos campos de batalhas e nos gabinetes presidenciais. Ela se desenrola também nos quintais, entre plantas e galinhas, nas ruas de subúrbios, nas casas de jogos, nos prostíbulos, nos colégios, nas usinas, nos namoros de esquinas. Disso eu quis fazer a minha poesia. Dessa matéria humilde e humilhada, dessa vida obscura e injustiçada, porque o canto não pode ser uma traição à vida, e só é justo cantar se o nosso canto arrasta consigo as pessoas e as coisas que não tem voz”. Ferreira Gullar

A história de um lugar ou de uma localidade implica partir do princípio de que a história está presente em todos os lugares, em todos os momentos. De que o lugar, seja quando, qual e onde for, integra-se historicamente a espaços e contextos mais amplos, a partir dos papéis e condições econômicas, políticas, sociais e culturais vividas no dia-a-dia por seus habitantes e por ele próprio, no município, no país e no mundo. Operar com essa abordagem da história, portanto, importa compreender que as realidades históricas de determinada localidade e de seus habitantes no tempo não se dão isoladamente do mundo, e sim como partes desiguais mas vivas, ativas e inseparáveis dele (Novack, 1973).
De acordo com Santos (2020), tal perspectiva permite que os alunos de uma determinada escola, ao terem como referência o espaço e a história do lugar onde vivem, possam compreender a sua própria  história, de seu município, de seu estado, do Brasil em todas as suas inter-relações, não só entre elas como com a história mundial.

Desde 2004, ao ministrar as disciplinas de Conteúdo e Metodologia do Ensino de História e de Geografia no curso de Pedagogia na Universidade de Mogi das Cruzes, campus Lapa, temos nos proposto a discutir a importância do estudo de história local (História de São Paulo) na Educação Infantil e no Ensino Fundamental I. Durante esse período temos produzido materiais didáticos e paradidáticos a partir da problematização de documentos históricos.  Dentre esses materiais, merece destaque a elaboração de “caixas de documentos”, “caixas de utensílios” que foram elaboradas a partir de eixos temáticos.

Procurando utilizar as novas tecnologias, a partir de 2010, temos elaborado este material on-line para que professores das redes pública e privada do Estado de São Paulo, possam utilizar essas  problematizações em sala de aula com seus alunos.

Esperamos contribuir assim com o estudo da História de São Paulo.

Profa. Ms. Cintia Mara de Souza Palma

Alunas(os) do curso de Pedagogia – UMC/Lapa