Ramos de Azevedo e a construção da São Paulo Republicana

Mirian Lobato de oliveira,

Samanta Moraes de Oliveira,

Efigênia Cardoso da Silva,

Sueli Aparecida de Paula Pedroso,

Isabel Brandão dos Santos e

Angela Aparecida de Sousa.

Ramos de Azevedo em 1929 e sua equipe de arquitetos

No alto, Ramos de Azevedo em 1929, óleo sobre tela de Oscar Pereira da Silva, no alto a equipe de seu escritório responsável por inúmeras construções, a partir da esquerda: Maximiliano Hehl, Domiziano Rossi, Victor Dubugras e Ricardo Severo.
Francisco de Paula Ramos de Azevedo (1851/1928) engenheiro e arquiteto fundou a Escola Politécnica de São Paulo, da qual foi professor e diretor. Criou também o Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo, incentivando a Educação Técnica. Atuou como arquiteto, em São Paulo, no final do século 19 e primeiras décadas do século 20, sendo autor de obras arquitetônicas importantes e bastante conhecidas, a seguir:

TeatroMunicipal

Teatro Municipal de São Paulo (1903-1911);

Edifício Mackenzie (Light);

Secretaria do Estado (1886/1896), no pátio do colégio;

Secretaria da Fazenda (1886-1891);

Mercado Municipal da Cantareira – 1933

Palácio das Indústrias no Parque D. Pedro II(1917/1924), obra inspirada no Instituto Mackenzie de Gênova inaugurado em 29 de abril de 1924 pelo presidente Washington Luiz;

Escola Politécnica (1895-1897), hoje edifício Paula Souza;

Santa Casa de Misericórdia;

Estação Júlio Prestes – (hoje Secretaria de Estado da Cultura);

Grupo Escolar Rodrigues Alves (1919), na Av. Paulista;

Prédio dos Correios (1922);

Prédio da Eletrotécnica (hoje Prédio Ramos de Azevedo, sede desde 1996 do DPH);

Instituto Pasteur (1903);

Casa das Rosas (1935);

Liceu de Artes e Ofícios (1897-1900), hoje Pinacoteca do Estado;

Antigo Prédio do DEOPS (construído a partir de 1914).

Mercado_Municipal_fachada_rua__ shoplight obra Ramos de Azevedo

correios1938 casarosas projeto Ramos de Azevedo

Problematizando

a)Você acredita que de modo geral e abrangente as pessoas conseguem perceber o significado histórico das obras de Ramos de Azevedo?

b) Como contribuir de forma significativa para um melhor entendimento dessas obras?

c)Diante de tais monumentos históricos, você acredita que as pessoas se sentem incluídas nessa história?

d)Estamos valorizando e preservando as obras culturais?

e) Você acredita que os monumentos, as obras de arte e a cultura de modo geral estão sendo bem gerenciadas pelos governantes? Há a devida divulgação e oportunidades para todos conhecerem essas obras? A preservação está garantida?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: